17.8.05

Memórias do Impossível III

Passei a noite com meus olhos na tua pele
Medi e analisei cada poro teu
Quis parar
Mas o meu ideal de perfeição fez-me continuar

Acordas-te
Viste-me a verter lágrimas
“Porque choras meu amor?”
És demais para mim
Nunca vou ser aquilo que precisas

3 Pensamentos:

Blogger txitxa pensou...

hellooo.. ca estou eu no teu blog.. é muito real aquilo k escreveste por vezes as pessoas afastam se pois n se acham capazes de ser aquilo k o outro necessita... tenhu medo de um dia acordar e pensar k não sou aquilo k o meu mor necesssita mas não keru pensar nisso agr... vamos xperar p ver o k vai dar... ta muito giro como todos os teus poemas k eu já li e já agr keru a tua obra prima aqui ihihih!!! sim pk eu já li a obra prima da maria ;))) bjinhux****

6:37 da tarde  
Blogger whitesatin pensou...

Minha jovem, nunca te esqueças destas palavras: "As pessoas não se precisam! O Amor deve ser livre de se dar e de se receber!"
Beijinhos

11:15 da manhã  
Blogger Scarlett pensou...

lindo o que escreves-te!! tocou-me realmente! talvez mais por ser hoj...estou mt sensivel! mais uma vez é bom ler te! :) bj grande...***

3:22 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home